Estratégias nutricionais para promover o desenvolvimento emocional e acadêmico das crianças

 

 

A alimentação desempenha um papel crucial no desenvolvimento acadêmico das crianças, especialmente na primeira infância. Pesquisa realizada pela Universidade de East Anglia, no Reino Unido, mostra que uma alimentação balanceada está associada a um maior bem-estar emocional de crianças e adolescentes, destacando a estreita relação entre uma dieta saudável e o desempenho escolar, enfatizando a importância de nutrientes específicos para a concentração e o aprendizado. Nas escolas em tempo integral, onde os alunos passam mais tempo e realizam múltiplas refeições ao longo do dia, o desafio é ainda maior.

Os dados mostram, ainda, que crianças que consomem cinco ou mais porções de frutas e vegetais diariamente tendem a desfrutar de um melhor bem-estar mental. Laura Angélica Carneiro, nutricionista da Escola Eleva Brasília, destaca o papel crucial da alimentação escolar para o desenvolvimento educacional e a saúde dos estudantes. "A comida que oferecemos nas escolas não só influencia o aprendizado dos alunos, mas também é fundamental para sua saúde geral", enfatiza.


Além de promover um desenvolvimento adequado, esses nutrientes fornecem a energia necessária para brincadeiras, aumentam a mobilidade para atividades físicas e fortalecem a imunidade, contribuindo para um melhor desempenho cognitivo ao aprender novas habilidades.


 

O papel da escola na promoção da alimentação saudável como auxílio do aprendizado


Em meio aos desafios educacionais, as escolas desempenham um papel crucial não apenas na transmissão de conhecimento, mas também na promoção de hábitos alimentares saudáveis para os alunos. Reconhecendo a estreita relação entre uma dieta equilibrada e o desempenho acadêmico, instituições de ensino têm feito esforços para oferecer opções alimentares nutritivas a seus alunos, como é o caso da Eleva Brasília, que faz parte do Inspired Education Group. A instituição estabeleceu padrões de qualidade e segurança alimentar com o apoio de uma equipe de nutricionistas e chefs especializados, garantindo que as refeições sejam balanceadas em termos de nutrientes essenciais, como vitaminas, minerais e proteínas.


Segundo Lucas Garcia, humanista e diretor-geral da Escola Eleva em Brasília, a alimentação em idade escolar é um dos pilares da instituição. “Oferecemos programas educacionais e atividades extracurriculares que abordam a importância da nutrição e incentivam escolhas alimentares saudáveis. Organizamos workshops, palestras e eventos relacionados à alimentação saudável como no Green Day, envolvendo os alunos em experiências práticas”, explica Garcia. Entretanto, a alimentação escolar enfrenta desafios, como os hábitos alimentares de cada aluno, o que aponta para a necessidade de uma alimentação específica no âmbito escolar.
 

Pensando nisso, a nutricionista Laura Angélica Carneiro explica que realiza um trabalho com o intuito de diversificar os alimentos oferecidos, sem deixar de lado seu valor nutricional. “Elaboramos um cardápio no qual atendemos todos os alunos com suas especificações e não perdendo os nutrientes e toda composição necessária para uma boa alimentação. Servimos 4 tipos de saladas e 3 vegetais todos os dias, o que proporciona o equilíbrio nutricional dos alunos da Eleva Brasília”, afirma a nutricionista.

 

Além dos muros da escola - Em apoio ao trabalho desenvolvido pelas escolas de promoção de bons hábitos alimentares, é fundamental que este tenha sua continuidade na casa dos alunos. O ambiente doméstico desempenha um papel fundamental na formação dos padrões alimentares das crianças. Ao oferecer uma variedade de alimentos nutritivos em casa e modelar escolhas alimentares saudáveis, os adultos podem ajudar a reforçar as lições aprendidas na escola e garantir que seus filhos tenham acesso a uma dieta equilibrada. Promover uma cultura familiar em torno da alimentação saudávelbeneficia a saúde das crianças em longo prazo bem como contribui para o sucesso acadêmico e bem-estar geral.


5 hábitos que os pais ou responsáveis podem adotar para promover uma alimentação saudável para além do ambiente escolar

 

1) Planejamento de refeições: Dedique um tempo para planejar as refeições da semana, incluindo opções balanceadas e nutritivas que atendam às necessidades de toda a família;

 

2) Envolver as crianças na cozinha: Incentive os filhos a participarem do preparo das refeições, desde a escolha dos ingredientes até a preparação dos pratos. Isso não apenas os ensina sobre nutrição, mas também aumenta sua probabilidade de experimentar e apreciar uma variedade maior de alimentos saudáveis;


3) Oferecer lanches saudáveis: Mantenha em casa uma variedade de lanches saudáveis, como frutas frescas, vegetais cortados, iogurte natural e oleaginosas. Evite ter opções de alimentos processados e ricos em açúcar e gordura saturada;


4) Limitar alimentos não saudáveis: Embora não seja necessário eliminar completamente os alimentos menos saudáveis, é importante limitar sua disponibilidade em casa. Opte por comprar menos industrializados e mais alimentos frescos e integrais;


5) Modelar comportamentos saudáveis: É fundamental que os pais sejam modelos de comportamento para seus filhos. Ao adotar hábitos alimentares saudáveis e positivos, os filhos têm maior probabilidade de segui-los. Portanto, faça escolhas alimentares saudáveis e evite fazer comentários negativos sobre certos alimentos.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos
Comper