Porto de Maceió terá obras de urbanização para impulsionar turismo e trazer mais qualidade de vida a população

Obras de ampliação vão impulsionar a economia e o turismo na região - Foto: Vosmar Rosa

Silvio Costa Filho participa da cerimônia de assinatura do termo de cessão não-onerosa do entorno do Porto de Maceió e da Ordem de Serviço para início das obras de urbanização

Nesta sexta-feira (15), o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, participou da cerimônia de assinatura do termo de cessão não-onerosa do entorno do Porto de Maceió e da Ordem de Serviço para início das obras de urbanização.

Com investimento municipal de mais de R$ 10 milhões, a requalificação prevê calçadão, ciclovia, equipamentos de ginástica, deck para paisagismo, mobiliário de playground em madeira, pista de cooper, e vegetação gramíneas e arbóreas, de médio e grande portes.

A requalificação é importante para aumentar a circulação de passageiros dos navios de cruzeiro; somente no ano passado, quase 84 mil pessoas transitaram na área. A área total construída será de mais de 24 mil m², gerando mais emprego e renda. Vale destacar, que a indústria do Turismo responde atualmente por cerca de 20% de toda a movimentação financeira de Maceió.

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, destacou que com os novos investimentos, o local estará apto para receber mais turistas e trazer mais qualidade de vida à população."Uma visão estratégica para fortalecer o turismo e o porto fazer parte dessa integração com a parte de lazer da cidade". Além disso, nós estamos hoje anunciando a autonomia do porto", disse.

Costa Filho ainda reforçou a importância dos portos para a economia brasileira. Todos os granéis aqui que são fundamentais para o escoamento da produção.  Esse equipamento tem um papel muito importante no escoamento da produção nacional, nas nossas exportações e nas nossas importações.  Na hora que o porto cresce a cidade cresce ainda mais', finalizou.

O administrador do Porto de Maceió, Diogo Holanda, reforçou a importância das melhorias para impulsionar a economia local. Só nos dois primeiros meses deste ano, neste terminal, já se passaram 50 mil turistas. A expectativa para esta temporada é que sejam injetados na economia mais de R$ 80 milhões", disse.

Sobre o Porto de Maceió:

O Porto de Maceió é gerido pela Administração do Porto de Maceió (APMC), vinculado à Companhia Docas Rio Grande do Norte (Codern). Entre os principais produtos transportados, se destacam o açúcar, o adubo, a gasolina e o melaço. O Porto de Maceió conta com 16 áreas de movimentação e armazenagem, entre as áreas disponíveis para arrendamento e as áreas arrendadas, além de um Terminal de Passageiros, balança rodoviária eletrônica e sete berços.

Em 2021, o porto ganhou um novo terminal de embarque e desembarque de passageiros, com investimentos federais de R$ 5,7 milhões, o que gerou capacidade para atender 2 mil turistas simultaneamente.

Por Ministério de Portos e Aeroportos

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos
Comper