Brasilienses apreciam floração dos ipês-roxos


Fotos e registros das árvores que se tornaram símbolo da cidade viraram tradição no Quadradinho


Por Ana Paula Siqueira, da Agência Brasília | Edição: Ígor Silveira

A temporada das cores chegou em Brasília com a floração dos ipês. O primeiro a dar o ar da graça foi o roxo, conferindo um charme especial à cidade nesses dias mais frios. O brasiliense é declaradamente apaixonado por essas árvores que se tornaram um dos símbolos do Quadradinho e aproveitam para curtir, registrar e compartilhar o momento. São 270 mil árvores da espécie distribuídas em todo o Distrito Federal.

A autônoma Marly Dias, de 45 anos, moradora do Núcleo Rural Chapadinha, é uma dessas pessoas. Com o filho Luiz Fernando, de 9 anos, aproveitou o domingo para vender cocadas no Eixão e fazer fotos das árvores. “Eu adoro os ipês porque eles trazem paz. Tenho muitos na chácara que eu mesma plantei com minha cunhada”, conta.

Daniela Beatriz de Sousa e os filhos Eduarda e Danilo aproveitaram árvores floridas para fazer fotos | Fotos: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Já a professora Daniela Beatriz de Sousa, de 50 anos, moradora de Sobradinho, foi com os filhos Eduarda e Danilo, de 14 e 12 anos, respectivamente, fazer fotos dos ipês-roxos, o que está se tornando uma tradição de bons momentos em família.

“Nós gostamos muito. No ano passado, fizemos fotos de tudo quanto é cor de ipê”, conta. E ela garante que este ano será do mesmo jeito. O filho Danilo também adora o momento. “Gosto de pegar as flores e fazer fotos”, diz o garoto animado.

Época das cores

O período de florada dos ipês-roxos deve seguir até setembro. Entre julho e setembro é a vez dos amarelos e, entre agosto e setembro, entram em cena o rosa e o branco.

Luiz Fernando, 9 anos, aproveitou o domingo para apreciar os ipês-roxos

A Novacap é responsável pelo plantio e cuidado. Das 100 mil árvores que serão plantadas até o fim deste ano, 40 mil são ipês.

Isso requer uma série de cuidados, como o plantio durante a época de chuva – entre outubro e março -, que permite que as árvores atravessem a estiagem sem irrigação, e o acompanhamento mensal de equipes da Novacap para impedir a propagação de pragas.

Nativo do Cerrado, o ipê se dá muito bem nos mais variados climas e regiões do país. As árvores podem chegar a 15 metros de altura e vivem até 50 anos. Vale lembrar que, apesar de todo o carinho do brasiliense pelos ipês, qualquer plantio em área pública só pode ser feito pela Novacap. Em caso de dúvidas, basta entrar em contato pelo telefone 162.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper