Audiência pública sobre o PDTU e o Plano de Mobilidade do DF será em 10 de julho

Para falar sobre o tema central, mobilidade urbana, a participação é aberta ao público | Foto: Arquivo/Agência Brasília

População poderá enviar sugestões por escrito a partir do dia 17 deste mês


Por Agência Brasília* | Edição: Chico Neto

Está marcada para 10 de julho, às 19h, no auditório do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER), a primeira audiência pública para debater o projeto de atualização do Plano Diretor de Transporte Urbano do Distrito Federal (PDTU) e elaboração do Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob-DF). O aviso da audiência pública presencial foi publicado pela Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quinta-feira (6).

Estão previstas quatro audiências públicas sobre o projeto. A primeira será para apresentação e discussão do plano de trabalho e do plano de comunicação. A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que elabora o trabalho por meio do Labtrans, vai detalhar a mobilização e os levantamentos para elaboração do PDTU e o PlanMob-DF. A ideia é receber contribuições relacionadas aos direcionamentos do trabalho.

“Queremos ouvir a população desde o início dos trabalhos, sobretudo os usuários dos serviços e da infraestrutura de transporte e mobilidade do DF, com um encontro específico para que as pessoas possam encaminhar suas sugestões e tirar dúvidas”, afirma o titular da Semob, Zeno Gonçalves .

Qualquer pessoa ou instituição poderá participar com contribuições identificadas e exclusivamente destinadas ao tema do projeto. Antes da audiência presencial, a Semob vai receber contribuições por e-mail, no endereço consultapdtu@semob.df.gov.br.

As sugestões escritas também poderão ser entregues na Semob ou na recepção da audiência, no período de 17 deste mês a 10 de julho. O endereço para entregar o texto ou enviar correspondência via correio é SAUS Quadra 1, Bloco G, Edifício Valec, Sobreloja, Brasília-DF – CEP 70073-901.

Presencial e online

A audiência pública terá duas horas de duração. Para se manifestar, é necessário fazer inscrição na recepção do encontro. Pessoas interessadas também poderão acompanhar o encontro pelo canal da Semob no YouTube, enviando contribuições por mensagem pelo tempo que durar a sessão presencial.

Os canais de transmissão e mensagens serão divulgados na página da Semob. As manifestações serão comentadas e respondidas pela equipe técnica durante a audiência, mas os questionamentos mais complexos ou que demandarem maior tempo para resposta serão respondidos por meio de um relatório sobre a audiência pública.


*Com informações da Semob

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper