Flores de Goiás receberá agroindústria para processamento de frutas

Gracinha Caiado anunciou cerca de R$ 6 milhões para impulsionar a produção agrícola do Nordeste Goiano (Foto: Rômullo Carvalho)

Em Flores de Goiás, a coordenadora do Goiás Social e primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado, anunciou cerca de R$ 6 milhões para impulsionar a produção agrícola local. A cidade receberá uma agroindústria para processamento de frutas com valor de R$ 5 milhões, empenhados do Fundo Protege Goiás, e uma Casa de Farinha e Goma no valor de R$ 200 mil.

Serão investidos ainda R$ 663,7 mil para a criação da Casa do Mel, espaço que servirá de entreposto e beneficiamento de mel e produtos relacionados, como própolis e pólen. O objetivo é formalizar o Arranjo Produtivo Local (APL) da Apicultura no município, com capacitação profissional e assistência desde a produção até a comercialização. A ação inclui dois municípios parceiros: Flores de Goiás e Jandaia.

"Quem quiser empreender ou ainda formar uma cooperativa, o Governo do Estado tem crédito, qualificação e todo o apoio que precisar", afirmou o titular da Secretaria da Retomada, César Moura.

Entre os benefícios previstos estão a aquisição de caminhão e equipamentos como tanques, centrífugas, envasadoras e extratores.

FLORES DE GOIÁS

Os moradores de Flores de Goiás também receberam certificados do Crédito Social e puderam se inscrever em cursos voltados para apicultura, horticultura e avicultura, ministrados pelo projeto Agro é Social, que percorre o estado com serviços, formações e palestras para a população do campo.

"Serão mais de 1,5 mil pessoas capacitadas em aproximadamente 20 municípios de todo o Nordeste Goiano", detalhou o presidente da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Rafael Gouveia.

Por Kattia Barreto via Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos
Comper