Especialista alerta para os danos à saúde causados pela falta de sono

 

Foto: Unsplash


Uma boa noite de sono é fundamental para a manutenção da saúde física e mental, afirma a neurologista e especialista em medicina do sono do Hospital Anchieta, Jane Lúcia 


O sono é uma função biológica fundamental para o bom funcionamento do organismo. Ele está associado à consolidação da memória, à termorregulação, à conservação e restauração da energia e do metabolismo cerebral. As perturbações do sono podem ocasionar alterações significativas no funcionamento físico e nas habilidades cognitivas e sociais dos indivíduos, comprometendo a qualidade de vida. 

 

Os distúrbios do sono englobam várias condições que afetam o sono do indivíduo, impedindo-o por completo de dormir ou tornando o sono insuficiente. Entre eles destacam-se a insônia, a apneia obstrutiva do sono, a síndrome das pernas inquietas, o bruxismo, a narcolepsia e a paralisia do sono. As causas desses distúrbios podem ser de origem fisiológica ou por estresse. explica a especialista em Medicina do Sono do Hospital Anchieta, Jane Lúcia. Outro distúrbio de sono, de ordem comportamental, é o atraso na fase do sono, quando o indivíduo decide dormir mais tarde, mesmo tendo que acordar cedo, o que vai provocar um déficit de sono.  

 

Sintomas como dificuldade de iniciar o sono, cansaço e sonolência durante o dia, irritação, falta de concentração, ansiedade, ronco, dor de cabeça, apontam para um possível quadro de distúrbio do sono e devem ser avaliados por especialista, afirma a neurologista. 

 

No dia 15 de março comemora-se o Dia Mundial do Sono, quando especialistas em todo o mundo promovem campanhas para conscientizar a população sobre importância do sono para garantir uma vida saudável.  

 

De acordo com a especialista, a falta de sono deixa o indivíduo em condição de alta vulnerabilidade seja por risco de desenvolver doenças cardiovasculares ou metabólicas, distúrbios de humor como ansiedade e depressão, dores crônicas, obesidade e até mesmo alguns tipos de câncer.  

 

Além disso, esses distúrbios podem comprometer as habilidades cognitivas e comportamentais do indivíduo, refletindo na incapacidade de executar tarefas que exigem atenção, como nos casos de trabalhadores que operam máquinas e motoristas causando acidentes de trabalho ou de trânsito que podem levar à incapacitação e até a morte, afetando terceiros. De acordo com dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), cerca de 42% dos acidentes nas rodovias federais estão relacionados à sonolência. 

 

 

Sobre a Kora Saúde 

Um dos maiores grupos hospitalares do país, a Kora Saúde possui 17 hospitais espalhados pelo Brasil e está presente no Espírito Santo (Rede Meridional nas regiões de Cariacica, Vitória, Serra, Praia da Costa, em Vila Velha, e São Mateus); Ceará (Rede OTO, todos em Fortaleza); Tocantins (Medical Palmas e Santa Thereza na cidade de Palmas); Mato Grosso (Hospital São Mateus em Cuiabá); Goiás (Instituto de Neurologia de Goiânia e Hospital Encore); e Distrito Federal (Hospital Anchieta Taguatinga e Ceilândia). O grupo possui mais de 2 mil leitos no país e 11 mil colaboradores. A Kora Saúde oferece um sistema de gestão inovador, parque tecnológico de ponta e alta qualidade hospitalar, com o compromisso de praticar medicina de excelência em todas as localidades onde está presente. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos
Comper