Carne suína perde espaço no período da Quaresma, avalia Cepea


No atual cenário do mercado atacadista da Grande São Paulo, a carne suína enfrenta um momento de declínio em sua competitividade em relação às suas principais alternativas: as carnes de frango e bovina.

Apesar de um leve recuo nos preços médios da carne suína neste mês comparado ao anterior, as carnes de frango e bovina apresentaram quedas mais acentuadas em seus valores, segundo apontam análises realizadas.

Especialistas do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) atribuem a perda de terreno da carne suína, principalmente, à redução na liquidez do mercado interno, observada mais intensamente na primeira metade do mês.

Para a carne bovina, a explicação para a tendência de preços reside no aumento na oferta de animais destinados ao abate, o que possivelmente ampliou a disponibilidade dessa proteína no mercado atacadista. Já no setor avícola, a desaceleração das vendas, especialmente na segunda quinzena, resultou em uma pressão sobre os preços.

Adicionalmente, a proximidade do período da Quaresma é citada por agentes do mercado como um fator de enfraquecimento para as carnes de frango e suína, dada a tradicional preferência pelo consumo de peixes nesta época do ano, o que pode influenciar as dinâmicas de mercado e as preferências dos consumidores.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos
Comper