Péricles, BenzaDeus e Clareou agitaram o pré-carnaval gratuito realizado pelo projeto Sesc+Samba e reuniu mais de 20 mil pessoas na Praça do Cruzeiro

“Só sei que eu senti amor..” Esse trecho da música “Até que Durou", do cantor Péricles, expressa muito bem o sentimento das 20 mil pessoas que dançaram e se emocionaram com a segunda edição do Sesc + Samba, realizado no dia 2. A felicidade, estampada em cada rosto presente, tomou conta da Praça do Cruzeiro, no Eixo Monumental, no melhor pré-carnaval do Distrito Federal



A noite começou com shows da banda brasiliense BenzaDeus e do grupo Clareou. Além de muita música boa, o público que chegava também se deliciava com a estrutura instagramável montada. Trechos de grandes sambas estavam espalhados em placas por toda área do Sesc + Samba. No Espaço Experiência, maquiagem e piscina de bolinha eram algumas das surpresas preparadas que animavam adultos e crianças.

A grande atração da noite ficou por conta de um dos maiores nomes do samba. Péricles cantou os maiores sucessos da carreira solo e do tempo de Exaltasamba. Antes de subir ao palco, o cantor fez questão de enaltecer o projeto gratuito promovido pelo Serviço Social do Comércio. "A iniciativa do Sesc de trazer as pessoas mais próximo, seja qual for a atividade, é muito louvável. O Sesc trouxe para si a responsabilidade de espalhar cultura pelo país. Eu, que vi de perto o efeito da educação, aplaudo e assino em baixo, pois sei que atitudes como essa é que mudam o país", afirmou.

Público Recorde
O público de 20 mil pessoas é o maior já registrado em um único evento do projeto Sesc+Música. O diretor-regional do Sesc, Valcides de Araújo, ressalta a satisfação e o compromisso da entidade na promoção da cultura. "Pra nós, é uma grande alegria ver que a população do Distrito Federal já adotou nosso projeto. Queremos levar diversão, cultura e lazer de forma gratuita a todas as regiões da capital. Essa é uma forma que o SESC tem de contribuir, sobretudo, para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”.

O Sesc+Samba faz parte do projeto do Serviço Social do Comércio (Sesc) que leva toda a diversidade musical brasileira às regiões administrativas do DF. No ano passado, cerca de 60 mil pessoas curtiram os shows realizados em Samambaia (Piseiro), Ceilândia (Rap), Gama (Rock), Planaltina (Sertanejo) e Plano Piloto (Samba).






















































Fotos: Pedro Santos.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos