Ato em defesa da democracia acontece amanhã em Brasília

© Joedson Alves/Agencia Brasil
Foto: Joedson Alves/Agencia Brasil


Iniciativa de um conjunto de organizações, entre estas a CUT-DF e o Fórum de Oposição Permanente ao Governo Ibaneis

Por Brasil de Fato

Um ato em defesa da democracia acontece amanhã, às 10 horas, na pista do Eixão Norte, na altura da quadra 208 da Asa Norte. O “Ato em defesa da democracia – sem anistia para golpistas” é iniciativa de um conjunto de organizações, entre estas a Central Única dos Trabalhadores no DF (CUT-DF) e o Fórum de Oposição Permanente ao Governo Ibaneis.

A atividade acontece na véspera de completar um ano da tentativa de golpe e depredação de patrimônio público por parte de bolsonaristas nas instalações das sedes dos três Poderes.

Para o presidente da CUT-DF, Rodrigo Rodrigues, o objetivo do ato é marcar a memória do que aconteceu para que “não nos esqueçamos de que existe um espírito golpista que tentou impedir que o governo eleito tomasse posse. Tentaram impedir que ele fosse diplomado em primeiro lugar (12 de dezembro de 2022) e tentaram novamente no dia 8 de janeiro de 2023, depois que ele já tinha subido a rampa do Planalto”.

Rodrigo também relata que a ofensiva bolsonarista do ano anterior foi além de qualquer insatisfação contra o resultado da eleição presidencial de 2022, já que a postura dos responsáveis foi contra os símbolos do poder público da sociedade civil. “A ofensa não foi só ao presidente, porque eles atacaram os três Poderes, vandalizaram os prédios e os símbolos desses Poderes. Não podemos deixar cair no esquecimento. E, por isso, temos que defender a democracia sempre, temos que estar atentos para que a democracia não seja golpeada. Porque é na democracia que a classe trabalhadora tem a possibilidade de fazer a disputa pelos seus direitos e pela melhoria da sua qualidade de vida”, destacou Rodrigues.

A vice-presidenta do Partido dos Trabalhadores no DF, Rosilene Corrêa, confirmou presença através das redes sociais. “Aquela tentativa de golpe precisa ficar viva na memória do povo brasileiro, que é uma forma da gente se proteger, da gente lembrar que essa ameaça continua solta por aí. Nós elegemos o presidente Lula, que foi a nossa garantia de restabelecimento da nossa democracia, mas que vive sob ameaça”.

ATO NO SENADO

Convocado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a segunda-feira (8), às 15 horas, o ato em defesa da democracia no Senado Federal, com a presença de representantes dos três Poderes e cerca de 500 convidados para marcar um ano dos ataques golpistas de 8 de janeiro, promovidos por bolsonaristas que não aceitaram o resultado das urnas e depredaram o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF). A governadora em exercício do Distrito Federal, Celina Leão, substituirá Ibaneis Rocha, que está de férias nos Estados Unidos até 15 de janeiro.

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Bio Caldo - Quit Alimentos