Samu recebe apoio de deputados em frente parlamentar

 Objetivo é angariar recursos mais facilmente e reforçar os serviços de urgência e emergência

Agência Brasília* | Edição: Vinicius Nader

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) realizou, nesta terça-feira (17), sessão solene no Plenário para o lançamento da Frente Parlamentar em Defesa e Fortalecimento do Samu e dos serviços de atendimento de emergências. O intuito é construir propostas legislativas para a implementação e formulação de políticas públicas e fomento do desenvolvimento, ampliação e melhoria na prestação dos serviços do Samu no âmbito do DF.

"O Samu é uma das instituições com maior credibilidade entre a população. Só quem já utilizou o serviço sabe a necessidade e a importância de ele precisar ser o melhor e o mais rápido" Marcus Antônio Costa, diretor-geral do Complexo Regulador de Saúde

O diretor-geral do Complexo Regulador de Saúde, Marcus Antônio Costa, representou a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, e defendeu que o serviço só tende a ser beneficiado com a criação da frente. "O Samu é uma das instituições com maior credibilidade entre a população. Só quem já utilizou o serviço sabe a necessidade e a importância de ele precisar ser o melhor e o mais rápido", afirmou. Durante a sessão, foram discutidas possíveis melhorias no serviço de urgência, além das reivindicações dos profissionais, como a de colocar três tripulantes em cada ambulância, melhorando, assim, as condições de trabalho.

Autor da iniciativa, o deputado Jorge Viana garante mais investimentos ao setor: "Com a criação da Frente Parlamentar, vamos conseguir mais recursos para a compra de equipamentos de proteção individual, ambulâncias e motolâncias".

Na sessão solene, os profissionais do Samu-DF receberam uma moção de louvor pelo trabalho prestado à sociedade | Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF

O Samu tem hoje mais de 700 profissionais em seu quadro de atuação. Agilizar esses recursos e ter um olhar mais voltado ao serviço, segundo a diretora substituta do Samu-DF, Vanessa Rocha, tem grande impacto "na melhoria do nosso atendimento e nas condições de trabalho para dar um assistência de ainda mais qualidade à população".

Exemplo para outros estados

Na solenidade, foi solicitada, ainda, a criação de um núcleo para o Grupo de Motociclistas em Atendimento de Urgências (Gmau), que elaborou o primeiro manual de protocolo de atendimento em motocicletas. A publicação foi entregue ao deputado federal de Rondônia Fernando Máximo. O parlamentar levará o documento à discussão na Câmara dos Deputados a fim de padronizar os protocolos utilizados pelos grupos de motociclistas do Samu de todos os estados.

Ao término da sessão solene, todos os profissionais do Samu-DF receberam uma moção de louvor pelo trabalho prestado à sociedade. A médica toxicologista Andrea Amoras, do Centro de Informação e Assistência Toxicológica (Ciatox), vinculado ao serviço, acredita que é fundamental essa criação não só para o reconhecimento do serviço móvel, mas também para o fortalecimento das urgências.

"Somos o único Ciatox que está dentro do Samu. Esse tipo de ação faz com que a sociedade enxergue a emergência e, ao mesmo tempo, torna possível angariar forças para deixar o serviço cada vez maior e melhor", avaliou Amoras.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Emerson Tormann

Técnico Industrial em Elétrica e Eletrônica com especialização em Tecnologia da Informação e Comunicação. Editor chefe na Atualidade Política Comunicação e Marketing Digital Ltda. Jornalista e Diagramador - DRT 10580/DF. Sites: https://etormann.tk e https://atualidadepolitica.com.br

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Comper