Reguffe lança pré-candidatura ao governo e diz que não disputará a reeleição

Em pronunciamento de sete minutos, o senador José Antônio Reguffe (União-DF) anunciou hoje (24) que será candidato ao Governo do Distrito Federal. Ele se comprometeu a fazer uma gestão com foco na saúde e na geração de empregos e, em nome de um pacto para Brasília, não concorrerá à reeleição caso seja vitorioso em outubro



Reguffe fez um balanço de sua trajetória política. Disse que disputou três eleições até conquistar o primeiro mandato de deputado distrital, em 2006. Mas teve a aprovação a ponto de, em 2010, ser o deputado federal mais votado do DF e proporcionalmente o mais votado no país.

Quatro anos depois conquistou o mandato de senador, com mais votos que todos os outros sete candidatos juntos. "Agora eu devo à população do Distrito Federal uma candidatura a governador. Talvez não fosse o caminho mais cômodo ou confortável para mim, mas eu devo à população essa candidatura", disse Reguffe.

Entre os compromissos, prometeu fazer mutirões para cirurgias na rede pública de saúde. "Nós temos hospitais, como o Base, que tem 16 centros cirúrgicos. Vocês sabem quantos funcionam na madrugada? Só dois para urgência. Vocês sabem quantos funcionam nos finais de semana? Só dois para urgência. Ficam 14 ociosos, vazios. Nós temos que marcar cirurgia eletiva uma da manhã, duas da manhã, três da manhã, quatro da manhã, cinco da manhã, seis da manhã. Fazer mutirão de cirurgias", afirmou.

Reguffe defendeu uma alternativa de governo no DF, mantendo o que há de bom e mudando o que está ruim. "Nós precisamos oferecer ao Distrito Federal uma nova alternativa, uma alternativa que continue as coisas que estiverem boas. Tem muitas coisas boas também que precisam ser continuadas. E que mude as coisas que não estiverem boas. Uma candidatura que não se preocupe com reeleição".

Na mensagem, Reguffe sinalizou para os partidos que não governará com perseguições e abrirá espaço para outros grupos que desejarem disputar o governo em 2026. "Assumo aqui o compromisso de não ser candidato à reeleição para que tenha um governo de quatro anos que una a cidade, que faça dar certo. Nós precisamos ter um governo que dê certo. Não serei adversário de ninguém daqui a quatro anos".

Postar um comentário

0 Comentários